Los Angeles Rams vence os Bengals e conquista o Super Bowl LVI

Foto: Will Navarro/LA Rams

Após 22 anos, o Los Angeles Rams conquistou o seu segundo título de Super Bowl! Na noite deste domingo, no SoFi Stadium, em Los Angeles, a equipe bateu o Cincinnati Bengals por 22 a 20, no sufoco, com uma virada espetacular no fim.

E o troféu Vince Lombardi vem após um vice-campeonato amargo em 2019, contra o New England Patriots – além de outro, diante do mesmo time, em 2002. A jogada derradeira foi de um dos melhores defensores da NFL, com Aaron Donald sackando o quarterback Joe Burrow em uma quarta descida.

O jogo

Donos da casa, os Rams começaram melhor e mostraram que eram mesmo os favoritos ao título. Matthew Stafford lançou para Odell Beckahm Jr. anotar o primeiro. Após Evan McPherson marcar 3 pontos com um field goal de 29 jardas para os Bengals, Cooper Kupp garantiu mais um touchdown para LA, fazendo a vantagem ir para 13 a 3 – a tentativa de converter dois pontos falhou.

A reação de Cincinnati veio com o passe de Joe Burrow para Tee Higgins, que conquistou 75 jardas e marcou.

Show do Intervalo

O Halftime Show foi comandado por uma galera que fez história no rap norte-americano: Dr. Dre, Snoop Dog, Mary J Blige, Kendrick Lamar, 50 Cent e Eminem. Este último, aliás, marcou um momento com um protesto contra o racismo, ajoelhando após cantar, com o mesmo gesto iniciado por Colin Kaepernick.

O show ainda contou com uma homenagem ao rapper Tupac, lendário cantor que morreu em 1996.

Viradas relâmpago

Higgins marcou mais um TD logo no retorno para o terceiro quarto, virando a partida. O placar ainda ficou mais favorável com outro chute bom de McPherson. No fim do terceiro quarto, Matt Gay diminuiu a desvantagem.

Quando tudo parecia controlado, uma longa campanha de 15 jogadas resultou na virada. Stafford achou seu melhor alvo, Kupp, que venceu o duelo com Eli Apple e recebeu na endzone.

Joe Burrow teve uma nova chance de fazer história, mas não conseguiu graças a Aaron Donald, que fez uma jogada brilhante ao sackar o jovem QB em uma quarta descida para 1 jarda. Festa em Los Angeles!

Foto: Jeff Lewis/LA Rams

Um prêmio para o veterano

Matthew Stafford passou por muita desconfiança ao chegar em Los Angeles. O quarterback de 34 anos passou 12 temporadas com o Detroit Lions, onde não teve o sucesso que esperavam dele. Com os Leões, foram três mata-matas, e em todos o lançador perdeu.

Na final, o QB teve atuação discreta, inclusive com dois erros que quase custaram o título. Foram 40 passes tentados e 26 certos, para 283 jardas, 3 Touchdowns e 2 Interceptações.

Sean McVay

O técnico Sean McVay (foto principal) se tornou, com apenas 36 anos de idade, o treinador mais jovem a conquistar o anel de campeão do Super Bowl. O treinador, certamente, é um dos principais responsáveis pela reconstrução e, juntamente com os outros treinadores e diretoria, um dos que apostaram no ‘tudo ou nada’ dos Rams neste ano.

Ronaldo Barreto

Jornalista formado desde 2016, mas já trabalhava na área desde 2010, quando comecei em uma rádio comunitária em Guarulhos. Fui repórter (estagiário) na Federação Paulista de Futebol (FPF) e no site do jornal Diário de S. Paulo. Neste último, fui efetivado em 2016 e passei a ser o responsável por todo o conteúdo do portal do veículo em 2017, além das redes sociais. Com o intuito de fazer o futebol americano crescer ainda mais no Brasil, criei a página NFL à Brasileira, que se expandiu para este site de notícias sobre o esporte. Além da escrita, sou muito ligado à fotografia, principalmente de esportes.

%d blogueiros gostam disto: