Jogadores aprovam temporada com 17 jogos, e NFL define novo salary cap

(Foto: Matt Starkey/Cleveland Browns) No último sábado (14), os jogadores da NFL votaram a favor do novo acordo coletivo (CBA, sigla em inglês). Entre as novas condições, foi aprovado que a temporada regular terá 18 rodadas a partir de 2021 – cada time jogará 17 partidas e terá uma semana de folga. O salary cap também será alterado.

Com isso, segundo as informações de Tom Pelissero, da NFL Network, a pré-temporada será reduzida para três jogos. Na votação, 1.019 optaram pelas novas regras e 969 foram contra.

Outra mudança é que um time a mais se classificará para o mata-mata em cada conferências. Agora, serão sete as equipes que avançam, e a novidade deve aparecer já em 2020.

“Estamos satisfeitos pelos jogadores terem ratificado a proposta do novo CBA, que irá oferecer benefícios substanciais a todos os atletas atuais e aposentados, aumentar o número de empregos, garantir o contínuo progresso na segurança dos jogadores e dar aos fãs mais e melhor futebol americano”, disse Roger Goodell, comissário da Liga.

Houve ainda alteração no número de jogadores por elenco e de escalados para as partidas. O plantel poderá ter 55 atletas, com a possibilidade de levar 48 para os jogos (antes, os números eram 53 e 46, respectivamente).

Já que os jogadores aumentaram a carga de trabalho na temporada, eles optaram também por diminuí-la na offseason. A quantidade de treinamentos com equipamentos passará de 28 para 16, e as folgas subirão de cinco para oito dias durante as atividades.

Outra exigência que entrou no ‘bolo’ foi a de diminuir o peso das punições por uso de maconha. O acordo, que inclui a condição dos atletas não entrarem em greve durante sua validade, vai até 2030.

Salary Cap

Aqui mais uma parte boa para os jogadores, mas não tanto quanto se esperava. A folha salarial passou de 188,2 milhões de dólares para 198,2 mi.

O aumento de 5,3% foi o menor desde 2013. Analistas esperavam que o salary cap ultrapasse os 200 milhões.

Em contrapartida, o percentual de receitas da NFL para os atletas aumentou de 47% para 48% e, com o novo acordo, o teto salarial deve continuar subindo nos próximos anos.

Ronaldo Barreto

Jornalista formado desde 2016, mas já trabalhava na área desde 2010, quando comecei em uma rádio comunitária em Guarulhos. Fui repórter (estagiário) na Federação Paulista de Futebol (FPF) e no site do jornal Diário de S. Paulo. Neste último, fui efetivado em 2016 e passei a ser o responsável por todo o conteúdo do portal do veículo em 2017, além das redes sociais. Com o intuito de fazer o futebol americano crescer ainda mais no Brasil, criei a página NFL à Brasileira, que se expandiu para este site de notícias sobre o esporte. Além da escrita, sou muito ligado à fotografia, principalmente de esportes.

%d blogueiros gostam disto: