Com virada espetacular, Chiefs vence 49ers e conquista o Super Bowl LIV

Após 50 anos, o Kansas City Chiefs voltou a ser campeão da NFL. Na noite deste domingo (2), no Hard Rock Stadium, em Miami, a equipe bateu o San Francisco 49ers, com uma virada sensacional, por 31 a 20, conquistando o Super Bowl LIV.

O MVP da partida ficou com Patrick Mahomes. Mesmo com duas interceptações, o quarterback fez mágica no último quarto e foi decisivo para o triunfo.

É o segundo título da franquia na história, 50 anos após o primeiro. O técnico Andy Reid, um dos maiores vencedores da NFL, finalmente conquistou seu primeiro Vince Lombardi.

O jogo

Os ataques começaram mais criativos e enganando as defesas. Quem marcou primeiro foi San Francisco, com um chute de Robbie Gould. No entanto, o troco de Kansas City veio com juros. Após uma campanha longa, com Patrick Mahomes improvisando corridas, o próprio QB entrou na endzone na força e anotou o primeiro touchdown da noite.

Os Chiefs aproveitaram um vacilo de Jimmy Garoppolo, e Beshaud Breeland conseguiu a interceptação. O turnover foi capitalizado com o chute da virada de Harrison Butker.

No entanto, antes do intervalo, Garoppolo se recuperou e liderou o ataque ao TD de empate. Kyle Juszczyk fez uma bela recepção e deixou o jogo em 10 a 10.

Pausa para falar do Halftime Show. O intervalo prometia e cumpriu: Showzão de Jennifer Lopez e Shakira, com Waka Waka, Hips Don’t Lie e On The Floor para animar o público com muita festa latina em Miami.

Os fãs da NFL sabiam que o a partida não ficaria parada. Os desavisados que só assistem a final se surpreenderam. O duelo ganhou muito em emoção, e as defesas elevaram o nível do espetáculo.

Os Niners começaram marcando, outra vez com Gould. Mas a equipe cresceu mesmo no jogo quando Fred Warner interceptou Mahomes, e o ataque capitalizou com Raheem Mostert.

Com a maior vantagem até o momento, a defesa de San Francisco ainda interceptou Mahomes novamente, agora com Tavarius Moore. KC parecia totalmente abatido, já no último quarto.

É bom lembrar que Patrick Mahomes, até aqui, nem de longe lembrava o jogador que estamos acostumados a ver. Errou passes fáceis, jogou bolas nas costas dos recebedores. Mas isso termina, incrivelmente, nesse ponto.

Mahomes passou a acionar mais o seu tight end, Travis Kelce, que ganhou jardas importantes e marcou o TD após um passe curto na linha de uma jarda. A defesa fez o seu papel e forçou um ‘3 e fora’. Na sequência, Damien Williams recebeu passe do lado direito e entrou na endzone, virando o placar de forma espetacular.

O ataque dos Niners parou, foi forçado a sair do campo em um turnover on downs. Com uma corrida de 38 jardas, Williams fechou a conta, entrando para a história da franquia.

Ronaldo Barreto

Jornalista formado desde 2016, mas já trabalhava na área desde 2010, quando comecei em uma rádio comunitária em Guarulhos. Fui repórter (estagiário) na Federação Paulista de Futebol (FPF) e no site do jornal Diário de S. Paulo. Neste último, fui efetivado em 2016 e passei a ser o responsável por todo o conteúdo do portal do veículo em 2017, além das redes sociais. Com o intuito de fazer o futebol americano crescer ainda mais no Brasil, criei a página NFL à Brasileira, que se expandiu para este site de notícias sobre o esporte. Além da escrita, sou muito ligado à fotografia, principalmente de esportes.

%d blogueiros gostam disto: