Na prorrogação, Seahawks derruba invencibilidade do 49ers

(Foto: Seahawks/Instagram) Em um jogaço, digno das expectativas criadas, o Seattle Seahawks conseguiu derrubar o último time invicto na NFL em 2019. Na prorrogação e fora de casa, a equipe bateu o rival San Francisco 49ers por 27 a 24, nesta segunda-feira (11), em um dos jogos mais emocionantes da temporada.

MAIS: ESPN divulga transmissões da Semana 11 da NFL 2019

Com o triunfo, Seattle fica 8-2 de campanha, encostando no líder da NFC Oeste, que sentiu os desfalques e soma sua primeira derrota em um 8-1.

O jogo

Parecia que os donos da casa liquidariam a fatura logo no começo. Primeira campanha com field goal de Chase McLaughlin, defesa mostrou por que é uma das melhores da NFL na temporada e Kendrick Bourne recebeu passe curto de Jimmy Garoppolo para deixar a vantagem em 10 a 0.

Não só pelo placar, mas também pela superioridade que mostrava defensivamente, San Francisco ganhavam jardas e avançava bem no campo, até que a defesa do Seahawks resolveu acordar. Jadeveon Clowney recuperou fumble sofrido por Jimmy e correu para endzone, diminuindo a desvantagem antes do intervalo.

No terceiro quarto, a partida continuou muito disputada. Três trocas de posse quase seguidas e a última delas, com Garoppolo sendo interceptado por Quandre Diggs, deixou Russell Wilson em uma boa posição de campo para passar para Jacob Hollister virar o jogo. A situação ficou totalmente favorável para Seattle quando Clowney apareceu novamente, forçou fumble em Garoppolo, e Poona Ford recuperou. Na sequência, Chris Carson anotou o TD, 21 a 10.

Mas clássico é clássico. Empurrados por sua torcida, os Niners sackaram Wilson, recuperaram outro fumble e anotaram o TD com conversão de dois pontos. McLaughlin colocou a bola no meio do Y para empatar e deixar o final tenso.

O ataque dos visitantes gastaram bem o relógio e deixar em posição para Jason Myers colocá-los novamente em vantagem, mas devolvendo a posse com 1m45s no cronômetro. A esperança ficou para o ataque, que foi indo, jarda a jarda, posicionar bem para McLaughlin outra vez. De 47 jardas, o jovem de 23 anos soltou a bomba em mais um belo chute para empatar e levar para a prorrogação.

No Overtime, Seahawks começou com a posse. Russell Wilson começou a fazer grandes jogadas, como ainda não tinha acontecido no jogo. Josh Gordon e Malik Turner fizeram recepções cruciais. Mas o final reservava mais emoções.

Wilson tentou o passe para finalizar a partida, mas a bola saiu curta e Dre Greenlaw fez a interceptação. O ataque de SF voltou, o calouro McLaughlin veio para mais um chute sob muita pressão e foi bloqueado, dando outra chance a Seattle.

Dois punts seguidos, e o Seahawks teve a sua última chance. Wilson viu seus recebedores bem marcados e então resolveu com as pernas, deixando Myers em ótima posição. Com tempo pedido para ‘congelar’ o kicker e tudo, Jason foi lá, soltou a perna e a bola entrou, passando perto da trave. Vitória dramática e fim da invencibilidade.

Ronaldo Barreto

Jornalista formado desde 2016, mas já trabalhava na área desde 2010, quando comecei em uma rádio comunitária em Guarulhos. Fui repórter (estagiário) na Federação Paulista de Futebol (FPF) e no site do jornal Diário de S. Paulo. Neste último, fui efetivado em 2016 e passei a ser o responsável por todo o conteúdo do portal do veículo em 2017, além das redes sociais. Com o intuito de fazer o futebol americano crescer ainda mais no Brasil, criei a página NFL à Brasileira, que se expandiu para este site de notícias sobre o esporte. Além da escrita, sou muito ligado à fotografia, principalmente de esportes.

%d blogueiros gostam disto: