Eagles não aplicará a franchise tag em Nick Foles

Nick Foles estará livre no mercado a partir do dia 13 de março, quando a janela se abre para transferências e troca na NFL. Nesta quarta-feira (27), o Philadelphia Eagles anunciou que não aplicará a franchise tag para continuar com o quarterback.

“Gastamos muito tempo discutindo sobre isso internamente com ele e decidimos deixar Nick se tornar um agente livre”, confirmou Howie Roseman vice-presidente executivo de operações da equipe.

Roseman completou dizendo que não foi uma decisão fácil de se tomar. “É difícil quando você tem alguém que está sempre disponível para sua organização na posição mais importante do esporte. Ao mesmo tempo, tivemos um sucesso incrível com ele quando ele teve que jogar. Quatro vitórias em pós-temporada em dois anos”, afirmou. Mesmo com as grandes atuações do lançador, o técnico Doug Pederson já afirmou que Carson Wentz será o titular em 2019.

Foles foi uma grata surpresa para o torcedor dos Eagles. Com a lesão de Wentz em 2017, que estava em ascensão naquele ano, os fãs ficaram preocupados com a pós-temporada. Foi, então, que o camisa 9 apareceu.

O desacreditado qurterback levou a equipe ao Super Bowl, conquistou o título e foi eleito o MVP da decisão.

Na temporada 2018/19, novamente Carson se contundiu e a bomba sobrou para Foles, que mais uma vez fez mágica. Nesta segunda oportunidade, não conseguiu levar ao SB, mas a campanha de superação agradou a torcida.

Aos 30 anos, Nick Foles tem alguns possíveis destinos. Sem confiança em Blake Bortles, o Jacksonville Jaguars aparece com chances, além do Miami Dolphins, que não vê certezas em Ryan Tannehill.

Nick Foles (Foto: Instagram/Eagles)

Ronaldo Barreto

Jornalista formado desde 2016, mas já trabalhava na área desde 2010, quando comecei em uma rádio comunitária em Guarulhos. Fui repórter (estagiário) na Federação Paulista de Futebol (FPF) e no site do jornal Diário de S. Paulo. Neste último, fui efetivado em 2016 e passei a ser o responsável por todo o conteúdo do portal do veículo em 2017, além das redes sociais. Com o intuito de fazer o futebol americano crescer ainda mais no Brasil, criei a página NFL à Brasileira, que se expandiu para este site de notícias sobre o esporte. Além da escrita, sou muito ligado à fotografia, principalmente de esportes.

%d blogueiros gostam disto: