Relembre o duelo St. Louis Rams x New England Patriots no Super Bowl XXXVI

Por Caio Souza – Estamos ansiosos para o Super Bowl LIII, que será decidido neste domingo (3), entre Los Angeles Rams e New England Patriots, mas não é a primeira vez que os times proporcionam uma decisão. Em 2002, o Rams, ainda em St. Louis, estava em busca do bicampeonato e foi para o Super Bowl XXXVI com um time ofensivo que encantava a liga. Já o Patriots lutava para conquistar o seu primeiro troféu Vince Lombardi. 

Vamos relembrar um pouco da campanha das duas equipes até a grande decisão, realizado no antigo estádio do New Orleans Saints, Louisiana Superdome. Os Rams chegaram nos playoffs com 14 vitórias e 2 derrotas, tendo a liderança da NFC Oeste. Na fase mata-mata, a equipe eliminou o Green Bay Packers, e foi campeão da conferência em cima do Philadelphia Eagles, por 29 a 24. O time que encantava era conhecido como o ‘The Greatest Show on Turf’.

Com a mesma campanha de Miami Dolphins, os Patriots terminaram a temporada na liderança da AFC Leste, tendo uma campanha de 11-5. A franquia eliminou o Oakland Raiders e bateu o Pittsburgh Steelers, por 24 a 17.

ST. Louis chegava com um certo favoritismo para a final. O setor ofensivo era a principal arma do time, que foi líder em pontos marcados (503), além de possuir o MVP Quarterback Kurt Warner, lançando para 36 touchdowns. 

New England tinha em seu elenco jogadores consagrados atualmente, como Tom Brady e Adam Vinatieri. Brady era apenas uma aposta do head coach Bill Belichick, que buscava sua redenção após sua primeira experiência como treinador principal no Cleveland Browns.

Tom Brady tinha pouco tempo de Patriots, mas conquistou a titularidade desbancando Drew Bledsoe, veterano que foi a cara da franquia por muitos anos (Foto: Reprodução)

Final marcada pelo equilíbrio

No primeiro quarto, os Rams tiveram um maior avanço em campo. A defesa de New England não deixava Kurt Warner tranquilo no pocket, que resultou no chute do Kicker Jeff Wilkins para 50 jardas, 3 a 0.

Mesmo com a pressão da linha defensiva, Warner tentava soltar o braço, mas o Quarterback pressionado tentou forçar um passe para o lado direito do meio campo e foi interceptado  pelo Cornerback Ty Law retornando para touchdown, 3 a 7. 

St. Louis Rams cedeu mais um turnover antes do intervalo. Desta vez, o Tight end Ricky Proehl sofreu fumble recuperado pela defesa dos Patriots. O jovem Brady converteu a recuperação de bola, com um passe no fundo da End zone para o Wide receiver David Patten, 3 a 14.

O jogo aconteceu pouco tempo depois do atentado de 11 de setembro de 2001. No Show do Intervalo, a banda U2 fez uma homenagem às vítimas:

Warner também estava lutando contra “A maldição do MVP” e sofreu a segunda interceptação. Brady estava soltando o braço, mas a defesa do Rams conseguiu evitar o TD, ficando apenas no FG, 3 a 17.

Só que o camisa 13 de St. Louis não se abateu com os turnovers. O Qb surpreendeu a DL adversária e diminuiu o placar, 10 a 17. Warner entrou de vez no jogo, após passe para Proehl que se jogou na End zone igualando o jogo, 17 a 17.

No último quarto, os Patriots tiveram o controle no ataque. Tom Brady soltou o braço para passes curtos no meio da defesa. Seguindo nessa estratégia a equipe soube gastar cronômetro e deixar sete segundos restante para um Field goal. Com muita frieza, Adam Vinatieri chutou para 48 jardas no meio do Y e consagrou o primeiro Super Bowl do New England Patriots.

Aqui você confere os melhores momentos:

O cenário atual

Após essa final, New Egland levantou mais quatro troféus e o LA Rams sofreu por uma seca de playoffs. Tom Brady e Bill Belichick se tornaram uma realidade vencedora na liga, enquanto Jared Goff e Sean McVay superaram as desconfianças nessa temporada.

Os Patriots podem igualar o número de títulos do Pittsburgh Steelers e se colocar no topo da liga. Já o LA Rams vai em busca do bicampeonato, além de poder vingar a derrota do Super Bowl XXXVI.

%d blogueiros gostam disto: