Terrell Owens diz que o melhor para Antonio Brown é sair do Steelers

A novela da vez na NFL é a situação envolvendo Antonio Brown e o Pittsburgh Steelers. Cada um dá a sua opinião, e agora foi a vez de Terrell Owens, um dos grandes recebedores da liga, falar o que pensou ao conversar com o jogador.

MAIS: Pittsburgh Steelers conversa com Big Ben para renovação de contrato

O ex-wide receiver contou mais no NFL Total Acess. “Conversei com AB ao longo do ano e da temporada. Ele me ligou e pediu um conselho, de um irmão mais velho, um mentor. Acho que ele fez o que deve ser feito. Acho que com tudo o que está acontecendo o melhor para ele é seguir um caminho distinto… você vê os tuítes, as mensagens da diretoria que não antecipam ele no training camp”, declarou.

“Acho que ele deixou claro onde gostaria de estar e não é com o uniforme do Steelers”, completou o Hall of Famer, que marcou história no San Francisco 49ers e no Philadelphia Eagles.

Brown, um dos principais jogadores do time e considerado um dos melhores da posição atualmente na NFL, ficou de fora dos treinos antes da partida decisiva contra o Cincinnati Bengals. Na partida, foi colocado no banco e não voltou após o intervalo.

Para Owens, as duas partes erraram nessa situação. “Acho que há um erro em cada lado. Você sabe os dois lados da história. Acho que se você viu como foi a situação de Le’Veon Bell, isso provavelmente foi um fator no que ele está fazendo. Não há garantias e acho que a melhor vantagem de Antonio é que ele está jogando em alto nível e é produtivo, então, se eles podem buscar algo, é porque ele não vai dispensá-lo… acho que isso é um presságio para ambas partes”, disse.

Durante esta semana, uma mensagem postada no Twitter chamou a atenção. “Aberto a negócios”, escreveu Toninho. Várias respostas foram enviadas, cada um pedindo o camisa 84 em seu time. Depois, o jogador não revelou em qual time, mas afirmou que quer jogar em uma equipe que brigue pelo título.

Antonio Brown (Foto: Twitter/Reprodução)

Ronaldo Barreto

Jornalista formado desde 2016, mas já trabalhava na área desde 2010, quando comecei em uma rádio comunitária em Guarulhos. Fui repórter (estagiário) na Federação Paulista de Futebol (FPF) e no site do jornal Diário de S. Paulo. Neste último, fui efetivado em 2016 e passei a ser o responsável por todo o conteúdo do portal do veículo em 2017, além das redes sociais. Com o intuito de fazer o futebol americano crescer ainda mais no Brasil, criei a página NFL à Brasileira, que se expandiu para este site de notícias sobre o esporte. Além da escrita, sou muito ligado à fotografia, principalmente de esportes.

%d blogueiros gostam disto: