Wild Card – Texans x Colts: o cenário do terceiro duelo na temporada

Por Paulo Sérgio – Com a vitória no último Sunday Night Football contra o Tennessee Titans, o Indianapolis Colts conformou sua ida para os playoffs para enfrentar o Houston Texans, em clássico da divisão Sul da AFC. Por outro lado, Houston venceu seu terceiro título de divisão em quatro anos. O duelo no NGR Stadium abre o ‘wild card’ da pós-temporada.

As campanhas foram semelhantes. Os rivais foram ‘quase eliminados’, mas conseguiram recuperações incríveis. A reação das equipes tem motivos crucias: ambos conseguiram tampar o buraco de seus pontos fracos. Apesar do recorde de sacks em Deshaun Watson, Houston entendeu a importância de desenhar jogadas para o QB em jogo terrestre. Por outro lado, os Colts corrigiram erros da defesa e foram eficientes em criar um sistema para Andrew Luck.

Lembrando que nos dois confrontos que tiveram durante a temporada, o visitante saiu vencedor. Na semana 4, em Indy, os Texans venceram na prorrogação por 37 a 34. Na 14, os Colts foram ao Texas e derrubaram o rival por 24 a 21, terminando com a sequência de nove vitórias seguidas de Houston.

Agora, tendo esses fatores de maneira clara, hora de entender mais profundamente sobre cada ponto.

As defesas são de times dignos de playoffs

J.J Watt é um dos jogadores mais dominantes da liga, e isso já seria o suficiente para a defesa dos Texans ser muito respeitada. Porém, não é só de Watt que a defesa de Houston é feita. Apenas Eagles e o próprio Colts impuseram mais de 30 pontos ao sistema nesta temporada, o que a torna a quarta melhor da liga em média de pontos sofrido por jogo, com apenas 19,8.

Watt voltou de lesão está voando novamente (Foto: Instagram)

A de Indy é a 11ª em jardas por jogo e a décima em pontos por partida, com 21,5. Após o desastroso começo 1-5 na temporada, a defesa dos Colts não teve mais nenhuma partida sofrendo mais que 30 pontos. A ótima temporada do rookie Darius Leonard, que concorre para ser o defensor calouro do ano e é líder de tackles na NFL, é o ponto de maior destaque do sistema.

Campanhas de recuperação histórica

Apenas dois times na história antes do Indianapolis Colts haviam conseguido ir aos playoffs após começar a temporada com uma vitória e cinco derrotas – o time de Andrew Luck foi o terceiro. Além do mais, Houston e Indy são as equipes de melhor campanha desde a semana 6, tendo 9-2 de recorde no período.

Os Texans começaram 0-3 e foram campeões da divisão pela terceira vez em quatro anos, com 11 vitórias e cinco derrotas. Ou seja, ambos começaram a temporada de forma desastrosa, mas conseguiram se reconstruir e se tornar equipes de playoffs, cada um da sua maneira.

Duplas dinâmicas de sucesso

Frank Reich e Andrew Luck tinham tudo para terem sucesso. Um Head Coach com mentalidade ofensiva, que foi o coordenador ofensivo do campeão do Super Bowl Philadelphia Eagles. Um quarterback de elite que ficou saudável durante a temporada e foi um dos melhores jogadores do ano na NFL, com 39 touchdowns lançados e 15 interceptações.

A dupla certamente terá um futuro espetacular juntos. Já na primeira temporada conseguiram levar um time em reconstrução para a pós-temporada, o que é um grande passo. A combinação entre os dois é perfeita: um treinador criativo e que sabe fazer ajustes com um QB supertalentoso.

Andrew Luck, QB do Indianapolis Colts

Do outro lado, Deshaun Watson e DeAndre Hopkins são a cara ofensiva da equipe. Hopkins teve o assustador número de 115 recepções e zero drops na temporada, além de 11 touchdowns. Watson Lançou 26 TDs e correu para cinco, o que o faz uma arma importantíssima no sistema.

Lamar Miller é um ótimo RB, e somado sua potência com a ameaça pelo chão de Watson, os Texans se tornam uma equipe imprevisível. Portanto, ótimos jogadores em um sistema bem desenhado é a fortaleza ofensiva.

Alguns confrontos interessantes

T.Y Hilton vs DeAndre Hopkins, Andrew Luck vs Deshaun Watson e Frank Reich vs Bill O’Brien. O clássico de divisão apresentará talentos opostos, que são o termômetro da partida. As peças estão na mesa nesse grande jogo de xadrez, e a espera é de um jogo de extremo equilíbrio.

Ademais, J.J Watt vs uma das melhores linhas ofensivas da liga como é a de Indy e o pass rush competente dos Colts contra a fraca proteção da linha ofensiva dos Texans, que cederam 62 sacks na temporada, também deve ser vista atentamente.

Neste sábado, às 19h30 (horário de Brasília), as perguntas serão respondidas. No NRG Stadium, teremos o terceiro embate entre os times da AFC Sul nesta temporada.

%d blogueiros gostam disto: