Charges vence Bengals e fica perto da classificação

O Los Angeles Chargers precisou suar a camisa para derrotar o Cincinnati Bengals, por 26 a 21. Com o jogo bem truncado, o Chargers permaneceu na liderança do placar durante boa parte do jogo, mas no final quase se complicou. Só que o Kicker Mike Badgley fez questão de garantir a vitória, e a equipe praticamente se garante no mata-mata com a campanha 10-3.

MAIS: Com lance incrível no fim, Dolphins vira sobre o Patriots

Já Cincinnati sai de cena na briga pela classificação e, de quebra, cai para a última colocação na AFC Norte.

O jogo

O Chargers começou mostrando a força do seu mando de campo, com Philip Rivers lançando para o Wide receiver Keenan Allen abrir o placar. Sem produzir no ataque, o Bengals pontuou apenas no Field goal de 47 jardas, do Kicker Randy Bullock.

Com jogo um pouco truncado, o ataque de Los Angeles investiu no jogo terrestre e teve resultado, após bela corrida do Running back Austin Ekeler para touchdown.

Sem inspiração no setor ofensivo, Bengals foi para mais um chute de FG, 14 a 6. Só que Jeff Driskel, substituto de Andy Dalton, resolveu soltar o braço, o que deu resultado. Driskel foi fazendo passes curtos até chegar na Red zone para acionar o Wide receiver John Ross na área do adversário – sem ponto extra.

Faltava apenas 15 segundos para o intervalo, Rivers efetuou dois passes rápidos, que deixaram o time na difícil posição para o chute. O Kicker Mike Badgley, que tinha acertado em sua carreira um chute de 46 jardas, soltou uma patada para 59 jardas, com o cronômetro zerado, 17 a 12.

Na volta do intervalo, Chargers ampliou a vantagem novamente em um FG de Badgley, que finalizou tranquilamente para 31 jardas. Com dificuldades para mover as correntes, Cincinnati foi para mais um FG para diminuir o placar, 20 a 15.

Rivers não achava outras opções no ataque, além de Keenan Allen, algo que facilitou o trabalho da defesa adversária. Mesmo assim, o time aumento a vantagem com chute de Badgley, 23 a 15.

Já lutando contra o relógio, Driskel entregou a bola para o Running back Joe Mixon infiltrar na trincheira adversária, que resultou no touchdown do corredor; o time ainda foi para tentativa de dois pontos, mas Driskel acabou sofrendo um sack.

Para o Chargers bastava conseguir uma primeira descida, mas o time se complicou nos passes incompletos e mais uma vez precisou do auxílio de Badgley, que não decepcionou, 26 a 21. A vitória apertada foi fundamental para manter vivo o sonho do Chargers de ir a pós-temporada.

Principais números

PASSANDO

CIN
J. Driskel
18-27, 170 YDS, 1 TD

LAC
P. Rivers
19-29, 220 YDS, 1 TD

CORRENDO

CIN
J. Mixon
26 CAR, 111 YDS, 1 TD

LAC
A. Ekeler
15 CAR, 66 YDS, 1 TD

RECEBENDO

CIN
T. Boyd
3 REC, 52 YDS

LAC
K. Allen
5 REC, 78 YDS, 1 TD

%d blogueiros gostam disto: