A imprevisível AFC Sul: o que esperar dos times para a segunda metade da temporada?

Por Paulo Sérgio – A AFC Sul é a divisão mais imprevisível da atual temporada na Conferência Americana. Enquanto temos divisões resolvidas ou que parecem ter donos, como Patriots na leste, Steelers na norte e Chiefs na oeste, na sul todos os times mostram que têm chances e ao mesmo tempo os quatro podem terminar em último.

MAIS: NFL presta homenagem a Stan Lee com capacetes personalizados

Neste momento, o Houston Texans é o líder com um recorde 6-3, Titans vem logo atrás com 5-4, Colts com 4-5 e Jaguars com 3-6. Com campanhas tão próximas, o que decidirá a divisão serão os próprios confrontos divisionais, que terão diversos embates diretos nas próximas semanas.

Jacksonville Jaguars e sua decadência

Antes de a temporada começar, devido à ótima campanha até a final de conferência na temporada passada, os Jaguars começaram como os favoritos para vencer a divisão novamente. Uma ótima defesa com um ataque equilibrado eram quesitos chaves para o sucesso.

Entretanto, o ataque vem comprometendo muito com turnovers e pouco tempo com a bola, e a defesa caiu muito de produção em todos os níveis em relação a temporada passada, quando foi uma das melhores de toda NFL.

Indianapolis Colts cresce de produção nas últimas semanas e sonha

O Indianapolis Colts veio para essa temporada cheio de mudanças: Chuck Pagano deu lugar a Frank Reich – que era coordenador ofensivo do Eagles, campeão do Super Bowl – como Head Coach. Sendo assim, os Colts começaram como incógnitas e com poucas perspectivas de superar times da divisão que estão mais estruturados.

Como previsto, a campanha é negativa no atual momento, mas com a divisão em aberto, evolução defensiva e tendo um grande QB como Andrew Luck, os Colts podem sonhar com esse título de divisão.

Justin Reid, do Houston Texans (Foto: Instagram/Texans)

Houston Texans, o atual líder da divisão

Já o Houston Texans entrou para a temporada com esperanças de título e, neste momento, são os líderes e favoritos. Após dois títulos de divisão seguidos em 2015 e 2016, os Texans não se classificaram aos playoffs na temporada passada, e agora tentam voltar novamente à pós-temporada.

Com uma defesa consistente e um ataque que caminha bem no jogo terrestre e aéreo, os Texans precisam mostrar sua força dentro da divisão para conseguir uma vaga nos playoffs. O grande problema é a linha ofensiva, que em muitos jogos permite sacks e hits a Deshaun Watson, que tem que se virar com seu bom corpo de recebedores.

Sempre vale lembrar, também, que JJ Watt está jogando em alto nível após ter perdido praticamente todo o ano de 2017. Já são 9 sacks do defensive end.

Tennessee Titans é o time mais quente nas últimas semanas na divisão

Por último, o oscilante Tennessee Titans ainda respira e sonha com a pós-temporada. Na temporada passada, os Titans foram aos playoffs pelo Wild Card, quando eliminaram os Cheifs, em Kansas, e logo depois foram eliminados pelos Patriots.

Neste ano, o time se mostrou inconstante em muitos momentos, não conseguindo produzir muitos pontos e touchdowns e ficando à mercê de grandes atuações defensivas. Nos últimos jogos, especialmente contra Cowboys e Patriots, os Titans mostraram evolução ofensiva, principalmente com boas atuações de Marcus Mariota, que vinha completando poucos passes de +15 jardas e sendo muito inconstante.

Marcus Mariota (Foto: Titans/Instagram)

Vale destacar que, contra o Patriots, o Titans não esteve atrás no placar em momento algum no jogo. Mike Vrabel, head coach que é conhecido por sua capacidade de montar boas defesas, conseguiu fazer os seus talentos da secundária produzir como se espera de nomes como Logan Ryan, Malcolm Butler e Kevin Byard.

Os linebackers também subiram de nível, sendo importantes em blitz e proteção da faixa central do campo. Além do mais, o pass rush se tornou muito eficiente e seguro, uma das armas principais para o sucesso recente da defesa.

Diante de tanto entrosamento e evolução defensiva, os Titans chegam depois de 10 semanas como a melhor defesa em pontos cedidos (apenas 16,8 por jogo), muito diferente de temporadas anteriores, quando era uma das piores no quesito.

Para colocar em números essa evolução, contra o New England Patriots, no último domingo, a defesa concedeu três sacks a Tom Brady, três hits e fez com que o astro dos Patriots não lançasse touchdown algum durante o jogo; tudo isso contra um dos melhores times da liga. Além da ótima atuação contra o passe, a defesa limitou o jogo terrestre a 40 jardas em 19 carregadas.

Para se ter uma ideia, contra o Patriots, Mariota teve 228 jardas lançadas e 2 touchdows, grande evolução em relação ao tempo que ficou sem anotar TDs. Portanto, com uma defesa agressiva e boa no jogo aéreo e evolução do ataque, os Titans é mais um time a sonhar com pós-temporada.

Em resumo, a defesa vem sendo uma das melhores da temporada, e o ataque evoluiu drasticamente em relação a outras semanas, sendo produtivo e eficaz na red zone e em terceiras descidas, quesitos essências para se chegar a vitórias.

Semanas decisivas

A divisão mais imprevisível da AFC terá capítulos importantes nas próximas semanas. No domingo, na semana 11, Colts e Titans se enfrentarão, em Indianapolis. Quem vencer dará um passo importante para o sonho do título. Na semana 12, Titans jogará novamente fora de casa, dessa vez contra os Texans. Portanto, cada semana será decisiva para os quatro times que almejam o título da AFC South.

%d blogueiros gostam disto: