Olho no New Orleans Saints de Drew Brees

Por Paulo Sérgio – O primeiro jogo do New Orleans Saints na temporada chocou a todos. O time que entrou como um dos favoritos a vencer a NFC – principalmente por ter feito uma temporada passada brilhante em que flertou com a final de conferência – perdeu para o surpreendente Tampa Bay Buccaneers, em casa.

Nas semanas seguintes, mesmo com algumas dificuldades, a defesa foi se acertando e o ataque continuou sendo explosivo como sempre foi, comandado pelo candidato a MVP da temporada, Drew Brees. As vitórias contra Browns, Falcons, Giants, Redskins e Ravens colocou novamente os Saints como um dos favoritos, e agora estão atrás apenas do Los Angeles Rams na conferência NFC.

No último domingo, contra os Ravens na Semana 7, veio a prova definitiva que as atenções têm que estar em volta dos Saints. Contra uma das melhores defesas da liga na temporada, a equipe fez um jogo ousado, arriscando quartas descidas, fake punts e jogadas explosivas; ousadia digna de Sean Payton. Com uma campanha 5-1, os Saints encaminham um título de divisão, ou ao menos uma vaga ao wild card.

Ataque imprevisível

No comando do ataque está Drew Brees. Não comentado como Tom Brady e Aaron Rodgers, mas em um nível relativamente próximo de ambos. Brees quebrou o recorde de mais jardas lançadas e se encaminha para quebrar o de mais touchdowns na NFL. A eficiência, o release rápido para quebrar defesas, a visão, a precisão, a inteligência e o fato de carregar nas costas uma franquia que tem uma das piores eficiências defensivas da década, faz de Brees algo gigantesco e um pouco subestimado muita das vezes.

Em seu poderoso ataque para o auxiliar, Brees tem Alvin Kamara, um dos melhores running backs da atualidade, Michael Thomas, um grande alvo como WR, e Benjamimn Watson, um TE importante no sistema. Com um ótimo jogo terrestre, assim como bons recebedores, Brees tem um ataque dinâmico e equilibrado, que é capaz de se dar bem contra qualquer defesa da liga. Os Saints ainda usam toda a criatividade ao utilizar Taysom Hill, um QB que corre bem com a bola e confunde as defesas; muito difícil parar um ataque tão dinâmico e criativo.

Em números, NO entra na Semana 8 como 6º ataque aéreo em jardas (média de 301.5 por jogo), 2º em média de pontos (34 por jogo) e 16º em média de jardas terrestres (108.3 por jogo).

Defesa oscilante

O grande problema ainda é a defesa. Como já dito, em um contexto geral, os Saints têm nos últimos 10 anos uma das piores eficiências defensivas, sendo um contraponto ao fenomenal ataque. Se isso já era problema nesses últimos anos, tirando o time da briga por título em algumas temporada anteriores, nesta atual temporada ainda é uma questão. Mesmo mostrando evolução, o setor ainda não é confiável.

O ponto forte é a defesa contra o jogo corrido, que cede, em média por partida, 72.3 jardas (melhor da NFL 2018). O que preocupa mais o torcedor é o jogo aéreo, que tem a quinta pior marca da temporada, com 293.7 jardas cedidas em média por partida.

Contudo, o New Orleans Saints vem forte para brigar pelo Super Bowl. Temporada passada esteve a um passo de jogar a final de conferência contra os Eagles, perdendo a vaga nos últimos segundos para os Vikings – aliás, adversário deste domingo (28) no Sunday Night Football. Na atual, o ritmo frenético segue em alta, ainda mais com a fase de um dos favoritos a MVP, o veterano de 39 anos chamado Drew Brees. Olho nos Saints.

Ronaldo Barreto

Jornalista formado desde 2016, mas já trabalhava na área desde 2010, quando comecei em uma rádio comunitária em Guarulhos. Fui repórter (estagiário) na Federação Paulista de Futebol (FPF) e no site do jornal Diário de S. Paulo. Neste último, fui efetivado em 2016 e passei a ser o responsável por todo o conteúdo do portal do veículo em 2017, além das redes sociais. Com o intuito de fazer o futebol americano crescer ainda mais no Brasil, criei a página NFL à Brasileira, que se expandiu para este site de notícias sobre o esporte. Além da escrita, sou muito ligado à fotografia, principalmente de esportes.

%d blogueiros gostam disto: