Travis Ferderick é diagnosticado com síndrome de Guillain-Barré

O center veterano Travis Frederick anunciou nesta quarta-feira (23) que foi diagnosticado com síndrome de Guillain-Barré, um distúrbio no qual o sistema imunológico ataca o sistema nervoso do corpo em resposta à doença.

MAIS: Cairo Santos é dispensado pelo New York Jets

Frederick, um dos melhores da posiçã na NFL – já foi ao Pro Bowl quatro vezes -, afirmou que não há um cronograma a ser cumprido para o seu retorno, mas ressaltou que o quer o quanto antes. “Estou me sentindo muito melhor do ponto de vista geral de força. Vou continuar esses tratamentos nos próximos dias. Estou muito otimista sobre minha condição e o futuro imediato, já que me disseram que a doença foi detectada em um estágio bem inicial”, disse, em comunicado oficial.

E, o mais importante, está confiante de que poderá jogar em breve. “Estou esperançoso de que poderei jogar o mais rapidamente possível”, completou. A Síndrome de Guillain-Barré vem em formas variadas, desde casos leves, que são rapidamente aliviados, até ataques mais graves que duram meses. Por isso, será necessário um tratamento constante.

Travis Frederick, de 27 anos, foi draftado no final da primeira rodada do recrutamento de 2013. Desde então, esteve em todas as partidas pela franquia.

Foto: Travis Frederick.org

Ronaldo Barreto

Jornalista formado desde 2016, mas já trabalhava na área desde 2010, quando comecei em uma rádio comunitária em Guarulhos. Fui repórter (estagiário) na Federação Paulista de Futebol (FPF) e no site do jornal Diário de S. Paulo. Neste último, fui efetivado em 2016 e passei a ser o responsável por todo o conteúdo do portal do veículo em 2017, além das redes sociais. Com o intuito de fazer o futebol americano crescer ainda mais no Brasil, criei a página NFL à Brasileira, que se expandiu para este site de notícias sobre o esporte. Além da escrita, sou muito ligado à fotografia, principalmente de esportes.

%d blogueiros gostam disto: