Portuguesa vence Storm e avança para terceira final seguida da SPFL

Por Caio Souza – A abertura das semifinais da SPFL 2018 tirou o fôlego do torcedor que esteve presente na partida entre Portuguesa FA e São Paulo Storm, no Estádio Bruno José Daniel, em Santo André, na manhã deste domingo (8). Em um jogo disputado na etapa final, a Lusa se classificou para sua terceira final, com a vitória por 21 a 18.

MAIS: Weilers derrota Steamrollers e vai para sua primeira final na SPFL

Mesmo com o primeiro tempo ruim, o Storm foi buscar o placar, mas acabou pecando nos erros de ponto extra. Os lusitanos comemoram sua campanha invicta e já pensam na grande decisão, no dia 22 de julho.

O jogo

A partida demorou para engrenar, com ambos os ataques começando em posição ruim de campo. Com isso, a Lusa investiu no passe longo de Catullo, que resultou no primeiro TD do jogo. Na campanha da Lusa, o recebedor Paulinho, camisa 81, contribuiu com uma linda recepção ficando em campo com a ponta dos pés. Para finalizar a bela campanha, o próprio QB quebrou dois tackles para abrir o placar, 7 a 0.

Enquanto o time da Lusa engrenava, o Storm tinha dificuldades nas bolas aéreas, sendo parado pelos Cornebakcs da Portuguesa, que apareciam em cima do lance.

No segundo quarto, o ataque Lusitano embalou, com uma campanha feita pela dupla Catullo e Seya, que resultou no TD do camisa 11, após deixar dois marcadores no chão.

Mesmo em desvantagem, o Storm não se abateu. A defesa conseguiu interceptar um passe longo de Catullo, que trouxe energia para o ataque diminuir o resultado, apesar de pecar na hora do chute extra.

No penúltimo quarto, a Portuguesa aumentou o placar, com a ajuda de Jesus, que correu para o lado direito parando na EndZone, 21 a 06. Desde então, o calor começou a prejudicar na qualidade da partida, diversos jogadores de ambas equipes sentiram dores musculares.

A partida estava na mão da Portuguesa, só que o Storm estava vivo. O time desenvolveu no jogo corrido e anotou seu segundo TD. Com poucos minutos para o término da partida, o Storm precisava recuperar um Onside Kicker, e conseguiu.

Empurrado pela torcida, o Qb Monteiro tentou resolver a partida, mas não conseguiu impedir na vitória do Leão rubro-verde.

Entrevista com Santiago, DB da Portuguesa

Mantendo a regularidade em boa parte da partida, a defesa da Portuguesa neutralizou o jogo aéreo do Storm. O Cornerback Santiago destacou a preparação do setor. “O Storm era uma ameaça no jogo aéreo e corrido, temos que respeitar o Storm. Só que estamos preparados, treinamos para essas situações e fizemos uma boa partida tecnicamente”, disse.

Com a vitória quase escapando pelas mãos, Santiago fala da tranquilidade mental da equipe. “A intensidade continua lá em cima, mas não temos euforia e continuamos forte mentalmente”.

Com a vaga na grande decisão, o Defensive back fala sobre a final e o domínio da Lusa no estadual. “Não sabemos quem iremos enfrentar, mas estamos preparados. Iremos treinar, não é a toa que a gente domina no estadual, mostramos dentro de campo, e estamos prontos para a decisão”, completou.

Fotos: Ronaldo Barreto/NFL à Brasileira

Atletas e veículos de comunicação: Para adquirir mais fotos deste jogo, faça um orçamento entrando em contato conosco pelo e-mail [email protected], pelas redes sociais Facebook, Twitter e Instagram ou diretamente com o fotógrafo pelo Instagram. A utilização destas já postadas nesta matéria é de uso livre – claro, com os devidos créditos, RONALDO BARRETO/NFLÀBRASILEIRA.

%d blogueiros gostam disto: