Matt Patricia e Lions não serão punidos pela NFL

Nesta segunda-feira (21), a National Footboll League anunciou por meio do seu porta-voz, Brian McCarthy, que a franquia do Detroit Lions e o head coach Matt Patricia não irão sofrer punição da liga pelas acusações de agressão sexual contra o treinador.

Em nota, McCarthy explicou que os Lions não possuem culpa, por não questionar o treinador durante a entrevista sobre sua prisão em 1996. Patricia não será punido por não contar sobre sua detenção. Confira a nota abaixo:

“Nosso escritório analisou o assunto com os Lions e o Sr. Patricia, e se certificou de que a franquia se envolveu em práticas de contratação apropriadas e completas e que o Coach não enganou o time durante o processo de entrevista. Nós determinamos que os Lions lidaram com o processo de entrevista de maneira ponderada e abrangente e cumpriram de maneira plena e adequada todas as leis trabalhistas aplicáveis. Como tomamos conhecimento com o Sr. Patricia e os Lions, o assunto não fazia parte do processo de entrevista para oportunidades de emprego dentro e fora da NFL”, declarou Brian McCarthy.

No dia 10 de maio, Matt concedeu entrevista coletiva para explicar o caso e afirmou que era inocente. “A verdade está do meu lado. Eu vivi com a tortura mental da situação em que os fatos podem ser completamente ignorados ou distorcidos, desconsiderando a consequência e a dor que isso criaria para outra pessoa”, ressaltou.

Com 43 anos, Matt Patricia iniciou sua carreira no New England Patriots em 2004 e ficou até 2017. Como coordenador defensivo, conquistou os Super Bowls XXXIX, XLIX, LI.

Foto: Instagram/Lions

%d blogueiros gostam disto: