Draft da NFL 2018: Browns seleciona Baker Mayfield na 1ª escolha geral

Nesta quinta-feira (26), começou o evento que mais nos deixa empolgados na triste offseason da National Footbal League: o Draft da NFL 2018, que foi realizado no AT&T Stadium, o estádio do Dallas Cowboys. A primeira rodada começou nesta noite com a seleção do Cleveland Browns (pelo segundo ano seguido), que escolheu o QB Bayker Mayfield.

MAIS: Entenda o FA: Como funciona o Draft da NFL

Acompanhe o tempo real NFL à Brasileira do Draft:

Atualizando (última vez às 00h49)

1ª Cleveland Browns – QB Baker Mayfield

E os Browns foram de QB! Mesmo com a contratação de Tyrod Taylor na free agency, a equipe quer um talento para liderar o ataque em campo. Mayfield foi vencedor do Heisman Trophy em 2017 atuando por Oklahoma.

2ª New York Giants – RB Saquon Barkley

Como Eli Manning já está um veterano, muitos apostavam que o Giants pegasse um quarterback. No entanto, o novo GM da franquia, Dave Gettleman, escolheu um corredor, que veio de Penn State. Em três anos, soma 3.843 jardas terrestres e 43 touchdowns anotados em 38 partidas pela Universidade.

3ª New York Jets (via Indianapolis Colts) – QB Sam Darnold

Tudo se desenhou para essa escolha e o New York Jets resolveu fazer um bom trio de QBs. Josh McCown não é brilhante, mas foi bem no ano passado, e a equipe também assinou com Teddy Bridgewater. Possível correção de uma posição carente no Verdão há tempos: Darnold, de Southern California.

4ª Browns (via troca com Houston Texans) – CB Denzel Ward

Uma escolha, de certa forma, surpreendente. Não pelo talento de Ward, que é um dos melhores jogadores de secundária desse Draft, mas pelas necessidades do time. Porém, claro, é um baita reforço.

5ª Denver Broncos – DE Bradley Chubb

Essa defesa vai, por incrível que pareça, aumentar de nível. O pass rush do Broncos ganha muito com o defensive end de NC State. Só para lembrar, do outro lado o time tem Von Miller. Em contrapartida, a caça a QBs continua em Denver. Mesmo assim, John Elway afirmou que Chubb era a escolha inicial.

6ª Indianapolis Colts – G Quenton Nelson

O melhor jogador de linha ofensiva disparado. Talvez o jogador mais talentoso desse Draft. Nelson, que veio de Notre Dame, reforçará muito bem a linha dos Colts.

7ª Buffalo Bills (via Tampa Bay Buccaneers) – QB Josh Allen

Na primeira troca da noite, o Bills já garantiu o seu QB. O jogador de Wyoming teve um ótimo ano de 2016, passando para 28 touchdowns e mais de 3 mil jardas, em 14 partidas. Com as pernas, ele marcou sete TDs.

8ª Chicago Bears – LB Roquan Smith

Um baita reforço para o a defesa dos Ursos. O ex-linebacker de Georgia é muito bom jogando atrás da linha defensiva e consegue chegar bem nas duas laterais do campo.

9ª San Francisco 49ers – OT Mike McGlinchey

Mais um time optando por um jogador de linha ofensiva. Garantia de proteção para Jimmy Garoppolo com o ex-atleta de Notre Dame (onde jogava com Quenton Nelson)

10ª Arizona Cardinals (via Oakland Raiders) – QB Josh Rosen

Com a aposentadoria de Carson Palmer, Arizona precisava de um jogador para a posição. Atrás do Dolphins, teve que trocar para cima para garantir um dos melhores QBs da classe. Rosen, que vem de UCLA, chega para assumir o posto de líder do ataque da equipe.

11ª Miami Dolphins – S Minkah Fitzpatrick

O melhor safety da classe deste ano vai para Miami. O jogador que vem de Alabama teve seu melhor ano em 2016, quando conseguiu seis interceptações, duas retornadas para touchdown, em 15 jogos. Cobre muito bem os espaços e ajuda na pressão ao QB quando necessário (soma 5 sacks na carreira universitária).

12ª Tampa Bay Buccaneers [via Buffalo Bills (via Cincinnati Bengals)] – DT Vitta Vea

Um pouco de surpresa aqui porque Vea não era considerado o melhor da sua posição. De qualquer forma, o DT impressionou com sua força no Combine e pode ajudar a linha defensiva dos Bucs. Ah, ainda bem que abreviaram o nome real dele ‘Tevita Tuliakiono Tuipuloto Mosese Va’hae Faletau Vea’.

13ª Washington Redskins – DT Da’Ron Payne

Payne chega para melhorar um quesito que não é o forte dos peles-vermelhas. O jogador de Alabama, de apenas 20 anos, se mostrou muito bom contra o jogo corrido.

14ª New Orleans Saints (via Green Bay Packers) – DE Marcus Davenport

Cameron Jordan jogou muito no ano passado e agora ganha um companheiro para ajudar na pressão ao QB adversário. O atleta ex-UT San Antonio também joga como outside linebacker.

15ª Oakland Raiders – OL Kolton Miller

Mais um jogador de linha ofensiva, hein! Esse menos talentoso do que os outros, mas… nunca se sabe. Proteção para Derek Carr.

16ª Buffalo Bills (via Baltimore Ravens) – LB Tremaine Edmunds

Mais uma subida! Os Bills mostraram interesse no linebacker de Virginia Tech e foram para cima. Boa escolha para reforçar o front seven.

17. Los Angeles Chargers – DB Derwin James

Velocidade e versatilidade são as principais características do jogador vindo de Florida State. Ainda precisa ser trabalhado, mas, certamente, irá ajudar muito a secundária de LA.

18. Green Bay Packers (via Seattle Seahawks) – CB Jaire Alexander

Green Bay trocou sua escolha pra baixo, subiu novamente e parece ter escolhido o jogador que queria. A secundária foi um problema no ano passado e era uma das maiores ‘needs’ do time.

19ª Dallas Cowboys – LB Leighton Vander Esch

O time da casa do Draft selecionou um jogador muito raçudo. É aquele LB que não desistedas jogadas e é muito bom lendo os lances. Teve um bom ano em 2017, quando conseguiu duas interceptações e quatro fumbles forçados.

20ª Detroit Lions – C Frank Ragnow

O Combine foi crucial para fazer Ragnow subir no Draft. Antes, ele era pouco cotado para sair na primeira rodada. Um jogador forte e que comanda a linha ofensiva.

21ª Cincinnati Bengals – C Billy Price

Segundo center seguindo a sair. Cincinnati perdeu Andrew Whitworth e precisava de uma reposição. Pode atuar também como guard.

22ª Tennesse Titans (via Baltimore Ravens (via Buffalo (via Kansas City Chiefs))) – LB Rashaan Evans

Já jogou como defensive end e, mesmo após ser recuado de posição, mantém o instinto de atacar o QB.

23ª New England Patriots (via Los Angeles Rams) – OT Isaiah Wynn

Após perder Nate Solder, os Patriotas foram na sua necessidade. Nesse momento, Wynn era o melhor jogador disponível da sua posição.

24ª Carolina Panthers – WR DJ Moore

Não era cotado como o melhor recebedor da posição, mas foi o que saiu primeiro. Moore, que vem de Maryland, chega para ser mais um alvo de Cam Newton. Jogador muito bom esticando o campo.

25ª Baltimore Ravens – TE Hayden Hust

O jogador ex-South Carolina não agradou muito bloqueando, mas se mostrou muito bom recebendo passes. Os olhos de Joe Flacco até brilharam.

26ª Atlanta Falcons – WR Calvin Ridley

Escolha surpreendente. Ridley era considerado o melhor wide receiver da classe e saiu até tarde. Um ataque com ele e Julio Jones ficará muito forte.

27ª Seattle Seahawks (via Green Bay Packers (via Saints)) – RB Rashaad Penny

A torcida não gostou muito, já que a linha ofensiva do time deixou muito a desejar nos últimos anos. Porém, o Seahawks aposta em um RB ágil e forte e ainda pode reforçar a OL no próximo round.

28ª Pittsburgh Steelers – S Terrell Edmunds

Jogador muito bom no fundo do campo, mas que também chega bem para parar corridas. Pittsburgh precisava de um reforço na secundária.

29ª Jacksonville Jaguars – DT Taven Bryan

Explosão e muita força são as características de Bryan. A já ótima defesa do Jaguars deve dar ainda mais trabalho com mais um DT de qualidade.

30ª Minnesota Vikings – DB Mike Hughes

Não é lá muito alto (tem 1,80 m) e pode ter desvantagem nesse quesito, mas é bem rápido e compensa isso com dinamismo e inteligência.

31ª New England Patriots – RB Sony Michel

Running Back versátil, muito utilizado para receber passes e que tem bons ganhos após as recepções. Michel chega para substituir Dion Lewis.

32ª Baltimore Ravens (via Philadelphia Eagles) – QB Lamar Jackson

A escolha que encerrou a noite foi um QB. Jackson é um lançador muito móvel e já conquistou o Heisman Trophy, mas é menos preciso que os outros principais nomes da classe.

Trocas do dia

O Buffalo Bills subiu posições e trocou sua pick com os Bucs. Em troca, Tampa recebe também duas escolhas de segunda rodada. Depois, Buffalo subiu para a 16ª posição do Baltimore Ravens e cedeu as escolhas 22ª, 65ª e 154ª.

O Arizona Cardinals deu as escolhas 15ª, 79ª e 152ª pela 10ª escolha, que pertencia ao Oakland Raiders.

Pela 14ª escolha, o New Orleans Saints mandou a 27ª e 147ª escolhas do Draft deste ano, além da seleção de primeiro round do Draft de 2019 para o Green Bay Packers, que também subiu e trocou com o Seattle Seahawks, cedendo as escolhas 27ª, 76ª e 186ª.

Ravens ficaram com as escolhas 25 e 125 do Tennessee Titans e mandaram as seleções 22 e 215.

O Baltimore Ravens mandou a 52ª e 125ª escolhas do Draft deste ano mais uma escolha de segunda rodada do Draft de 2019 para o Philadelphia Eagles, pelas escolhas 32ª e 132ª.

Ronaldo Barreto

Jornalista formado desde 2016, mas já trabalhava na área desde 2010, quando comecei em uma rádio comunitária em Guarulhos. Fui repórter (estagiário) na Federação Paulista de Futebol (FPF) e no site do jornal Diário de S. Paulo. Neste último, fui efetivado em 2016 e passei a ser o responsável por todo o conteúdo do portal do veículo em 2017, além das redes sociais. Com o intuito de fazer o futebol americano crescer ainda mais no Brasil, criei a página NFL à Brasileira, que se expandiu para este site de notícias sobre o esporte. Além da escrita, sou muito ligado à fotografia, principalmente de esportes.

%d blogueiros gostam disto: