JJ Watt vence o prêmio ‘Walter Payton’

JJ Watt dificilmente não ganharia o ‘Walter Payton Man Of The Year’ da NFL em 2017. Não porque os outros candidatos não fizeram muito para recebê-lo, pois fizeram. Mas JJ conseguiu uma quantia incrível, em muito pouco tempo, para ajudar em uma bela causa.

O defensive end do Houston Texans levantou mais de 37 milhões de dólares, em 19 dias, para colaborar com as pessoas que foram afetadas pelo furacão Harvey, que devastou a cidade de Houston e passou ainda por outros municípios.

O ‘pódio’ terminou com Greg Olsen (Panthers) e Benjamin Watson (Ravens). Os jogadores também têm belos projetos. Aqui, você confere todos os que concorreram.

O prêmio

Todo ano, desde 1970, a National Football League premia um jogador com o ‘Walter Payton – Man of the Year’*, para o ‘Homem do Ano’ da Liga. A intensão da premiação é incentivar os projetos sociais dos jogadores da NFL.

Todos os times precisam indicar um atleta para representá-lo. Ex-jogadores escolhem três semifinalistas e a NFL divulga o vencedor na cerimônia um dia antes do Super Bowl, quando também são anunciados MVP, jogador defensivo, jogador ofensivo, calouro… O ganhador leva 500 mil dólares. Metade do prêmio vai para a fundação do atleta e a outra, para o Character Playbook, um programa financiado pela Liga. Os outros semifinalistas ganham 200 mil, os 29 restantes, 100 mil cada – todos dividem da mesma forma.

Entre os jogadores que ainda estão em atividade e foram premiados como ‘Homem do Ano’ estão: Drew Brees (Saints), Larry Fitzgerald (Cardinals), Eli Manning (Giants), Thomas Davis (Panthers) e Jason Witten (Dallas Cowboys). Estes estão sendo homenageados com a foto do troféu em suas camisas neste ano.

Outros nomes que fizeram sucesso também nos campos: Peyton Manning, Cris Carter, Dan Marino, Troy Aikman, John Elway, o próprio Walter Payton e Johnny Unitas, o primeiro.

Ronaldo Barreto

Jornalista formado desde 2016, mas já trabalhava na área desde 2010, quando comecei em uma rádio comunitária em Guarulhos. Fui repórter (estagiário) na Federação Paulista de Futebol (FPF) e no site do jornal Diário de S. Paulo. Neste último, fui efetivado em 2016 e passei a ser o responsável por todo o conteúdo do portal do veículo em 2017, além das redes sociais. Com o intuito de fazer o futebol americano crescer ainda mais no Brasil, criei a página NFL à Brasileira, que se expandiu para este site de notícias sobre o esporte. Além da escrita, sou muito ligado à fotografia, principalmente de esportes.

%d blogueiros gostam disto: