Por que torcer para o Rams nesse mata-mata da NFL

Nesta série de textos, colocamos os pontos fortes de cada time que se classificou para os playoffs após a temporada regular de 2017. Você vai torcer para quem você quiser, claro. Não gostou de nenhum? Tem mais 20 equipes na NFL. Mas a intenção é enaltecer as qualidades só destes

MAIS: Transmissões dos playoffs da NFL 2017

Único representante da NFC Oeste no mata-mata, o LA Rams doutrinou em sua divisão, com uma campanha de 11 vitórias e 5 derrotas. A equipe teve um rendimento de 7-1 em jogos como visitante. Foi campeã com muita soberania, vencendo os seus rivais de divisão. A garotada do Rams está fazendo barulho na NFL, você que não sabe para quem torcer nos playoffs, o LA Rams será uma ótima escolha.

Pela primeira vez o time chega à pós-temporada desde que trocou o nome ST Louis Rams, por Los Angeles Rams. O nome antigo tinha muita tradição, mas fazia algumas temporadas que era coadjuvante em sua conferência. Não foi apenas o nome que mudou, a franquia renovou sua filosofia. Começou investindo em jogadores jovens, como Jared Goff e Todd Gurley, atletas que não tiveram um inicio empolgante, mas isso mudou quando o coordenador ofensivo Sean McVay assumiu o cargo de técnico principal.

Para se ter uma noção da evolução do ataque, a média de pontos por jogo passou de 14 (pior da NFL em 2016) para 29.9 (melhor da NFL em 2017).

Surpreendente

Com um início de temporada repleta por desconfianças, o running back Todd Gurley calou a boca dos críticos, com boas partidas e números expressivos. Gurley anotou 8 TDs na temporada, além de correr para 1,305 jardas. O corredor impressiona pela velocidade e força para quebrar tackles. O jogador, inclusive, está no páreo para levar o prêmio de MVP.

Jared Goff lançou para 3.804 jardas, anotando 28 TD e sofrendo 7 interceptações, com um rating de 100.5. Impressiona a maturidade que o QB adquiriu, parece ser outro jogador comparado com sua primeira temporada. O camisa 16 demostra mais calma dentro do pocket e tem um comportamento frio em momentos decisivos da partida.

O último destaque fica por conta do kicker Greg Zuerlein. Em uma temporada que tivemos diversos erros na posição, ter um kicker de segurança virou artigo de luxo na NFL. Greg Zuerlein errou apenas dois Field goals, foram 38 convertidos.

O primeiro Super Bowl

Antes de se mudarem para Los Angeles, a franquia tinha o nome Saint Louis Rams, situada na cidade do estado do Missouri. Em 2000, a torcida viveu sua maior emoção, liderados pelo quarterback Kurt Warner, a franquia conquistou o seu primeiro Super Bowl, após vencer o Tennessee Titans, por 23 a 16. Agora, com esse ataque jogando em alto nível, dá para sonhar com o bi.

%d blogueiros gostam disto: