Por que torcer para o Eagles nesse mata-mata da NFL

Nesta série de textos, colocamos os pontos fortes de cada time que se classificou para os playoffs após a temporada regular de 2017. Você vai torcer para quem você quiser, claro. Não gostou de nenhum? Tem mais 20 equipes na NFL. Mas a intenção é enaltecer as qualidades só destes

MAIS: Transmissões dos playoffs da NFL 2017

Por Caio Souza – Prepare-se para aguentar brincadeiras e diversas piadas por não ter Super Bowl. Não é de hoje, que o fã do Philadelphia Eagles escuta a frase “Nunca serão!”, mas o torcedor não deixa de sonhar com a conquista do Vinci Lombardi. O sonho continua mais vivo do que nunca, após uma campanha 13-3, e o título incontestável de melhor time da NFC. Mesmo com a lesão do craque Carson Wentz, o torcedor aposta na força do elenco para chegar ao topo da NFL. Para quem não possui torcida no mata-mata, olhe com carinho para as águias, você pode fazer parte dessa conquista histórica.

Carson Wentz foi fundamental para a campanha do Eagles, mas se lesionou e perdeu a temporada

Não podemos deixar de citar Carson Wentz, mesmo fora da pós-temporada, com uma ruptura no ligamento cruzado anterior do joelho. O QB, cotado para o prêmio de MVP, foi peça fundamental nessa campanha. Wentz lançou para 3.296 jardas, 33 TD e 7 interceptações. Um ataque avassalador, comandado por um Qb talentoso, que irá trazer muitas alegrias para o torcedor no futuro.

Substituto de Wentz, o Qb Nick Foles não está empolgando muito a torcida, com 5 TD e 2 interceptações. Mas companheiro de ataque talentoso para ajudar não falta. No jogo aéreo temos o Tight end Zach Ertz, que marcou 8 TD e correu para 824 jardas. Ertz apresenta sempre bom posicionamento para recepção e explosão para chegar à endzone.

Seria o jogo terrestre a esperança? Pode ser que sim! Mesmo com o bom running back LeGarrette Blount, que correu para 766 jardas e marcou 2 TD, a franquia se reforçou, com a jovem estrela do Miami Dolphins, o Rb Jay Ajayi de 24 anos, que chegou para cobrir o espaço deixado por Darren Sproles, que se lesionou. Em sua carreira como profissional, o corredor anotou 10 TD e correu para 2,332 jardas, além de chegar com muita disposição. Certamente, o jogador será o diferencial do time no divisional.

Dizem que um time para ganhar campeonatos começa pela defesa, e em Philadelphia não é diferente. O experiente Defensive end Chris Long já deixou 28 vezes seus adversários no chão, somou mais 5 sacks e ainda forçou 4 fumbles. Mas a principal atitude de Long na temporada foi doar seu bônus salarial para uma instituição carente, que cuida de jovens em busca de um futuro melhor em Charlottesville, na cidade de Virgínia. Outro destaque é o linebacker Nigel Bradham, com 88 tackles, mostra eficiência e faz sua parte na defesa do Eagles.

Um pesadelo para o adversário

A favor dos águias, temos o Lincoln Financial Field. O estádio foi reformado e atualmente é um dos mais belos da liga, com capacidade para 69.176 pessoas. A torcida sempre marca presença e faz da vida do visitante um inferno, além de balançar as arquibancadas a cada TD da franquia de Filadélfia. Para o fã da NFL que pensa em visitar o estádio, trate de se comportar, o estádio possui três celas para o caso de um baderneiro aprontar.

A primeira participação em Super Bowl do time foi nos anos 80. Liderado pelo técnico Dick Vermeil e o Qb Ron Jaworski, os Eagles foram derrotados pelo Oakland Raiders, por 27 a 10. Na segunda tentativa, perdeu para o New England Patriots, por 24 a 21. Acredite, torcedor, o momento glorioso está próximo, e você será peça fundamental.

%d blogueiros gostam disto: