Por que torcer para o Chiefs nesse mata-mata da NFL

Nesta série de textos, colocamos os pontos fortes de cada time que se classificou para os playoffs após a temporada regular de 2017. Você vai torcer para quem você quiser, claro. Não gostou de nenhum? Tem mais 20 equipes na NFL. Mas a intenção é enaltecer as qualidades só destes

MAIS: Transmissões dos playoffs da NFL 2017

Por Ronaldo Barreto – Nos sentimos traídos. Apunhalados pelas costas. Nós, brasileiros, não queríamos ver Cairo Santos saindo do Kansas City Chiefs, ainda mais lesionado. Mas é assim a vida em uma liga profissional e muito competitiva. Conformado com não ver mais um brasileiro na NFL, digo que dá, sim, para torcer por essa franquia. Na defesa, a perda de Eric Berry foi dolorosa, mas também superada.

Há jovens talentos e um deles, em especial, encantou desde a sua estreia como profissional.

Kareem Hunt recebeu o ‘handoff’ de Alex Smith pela primeira vez na partida contra o New England Patriots, em pleno Gillette Stadium, na abertura da temporada. O resultado da jogada foi um fumble cedido pelo calouro, e a dúvida já pairava sobre as cabeças dos torcedores. Que desastre… mas não é que o garoto se recuperou? No mesmo dia, correu para 148 jardas, recebeu mais 98 e anotou 3 touchdowns. Acabou com o jogo.

Com o time embalado, os Chiefs engataram cinco vitórias na sequência. A equipe, no entanto, perdeu o embalo e deixou os rivais da AFC Oeste encostarem. No fim, se recuperou e levou a divisão.

Nas estatísticas, o time tem Hunt como o principal corredor da NFL, com 1.327 jardas. O novato marcou 11 TDs no seu primeiro ano. Para substituir o Cairão, a equipe foi atrás de Harrison Butker, e o novo kicker manteve o bom nível de acertos. Foram 38 chutes certos (4 de mais de 50 jardas) em 42 tentados; soma-se ainda 28 pontos extras convertidos.

Longo jejum

Lá se vão 48 anos da única conquista de Super Bowl do Kansas City Chiefs. Na ocasião, o time bateu o Minnesota Vikings por 23 a 7 e levou o caneco na 4ª edição so SB. De lá para cá, a franquia ainda está na seca de um título de Conferência. Em 2017 está difícil, mas, lembre-se, os Chiefs venceram e convenceram um jogo complicadíssimo de se ganhar contra os Patriots. Não dá para duvidar.

Ronaldo Barreto

Jornalista formado desde 2016, mas já trabalhava na área desde 2010, quando comecei em uma rádio comunitária em Guarulhos. Fui repórter (estagiário) na Federação Paulista de Futebol (FPF) e no site do jornal Diário de S. Paulo. Neste último, fui efetivado em 2016 e passei a ser o responsável por todo o conteúdo do portal do veículo em 2017, além das redes sociais. Com o intuito de fazer o futebol americano crescer ainda mais no Brasil, criei a página NFL à Brasileira, que se expandiu para este site de notícias sobre o esporte. Além da escrita, sou muito ligado à fotografia, principalmente de esportes.

%d blogueiros gostam disto: