‘Brazilian Football League’ muda nome e logo e vira BFA

Por Ronaldo Barreto

Um dia após o anúncio de uma nova liga, independente da Confederação Brasileira de Futebol (CBFA) – um marco na história do futebol americano no país -, a lançada ‘Brazilian Football League’ (BFL), campeonato que dará mais autonomia aos clubes, já tem um novo nome: Liga BFA – Brasil Futebol Americano.

A mudança veio após várias críticas que pediram para ‘abrasileirar’ o nome, mas esta não é a versão oficial dos organizadores da liga.

“Você achou que eu iria me chamar BFL? Logo eu, nascida e criada em terras brazucas?! Com muito orgulho, apresentamos a vocês a BFA – Brasil Futebol Americano, a nova liga da modalidade. Criada e pensada para unificar e ressaltar o esporte no Brasil, afinal, a modalidade que mais cresce em número de fãs merece um campeonato à altura. O teaser da BFL, lançado na noite de ontem (15), só mostrou o que já sabíamos: o orgulho que sentimos em ser brasileiros e o quanto este esporte merece seu lugar ao sol aqui. A BFA veio pra ficar. Apoiem, divulguem, fortaleçam. Vida longa ao Futebol Americano Brasileiro”, postou a página da BFA, que já conta com novo logo.

Marketing mal explicado? Pegadinha? Esqueceram de avaliar a disponibilidade do nome?

Ficou muita coisa mal explicada. Nesta quinta-feira (16), o site Entre Jardas publicou uma imagem de um suposto documento que comprova que a Rede Globo teria adquirido o nome ‘Brazilian Football League’ há quase sete anos (nome concedido em setembro de 2010):

blog-td

Ah, essas teorias de internet. Nos deixando cada vez mais confusos…

Este que vos escreve já havia exposto sua opinião quanto ao nome ‘americanizado’. Pois, bem, continuo com a ideia que expressei antes. Um nome mais próximo do público poderia atrair mais amantes ao esporte de uma maneira mais eficaz. Entretanto, já que o nome estava escolhido, por que mudar? Não faz sentido, mesmo com as críticas, pois elas viriam de qualquer jeito. Assim como eu acreditava ser melhor de outro jeito, outros opinaram a favor de BFL mesmo. E o domínio do site já registrado, também fazia parte da jogada? Foi apenas um erro ao não verificar a disponibilidade do nome?

A verdade não importa tanto, mas as coisas precisam ser claras. Prefiro acreditar que tenha sido uma ‘trollagem’ mesmo porque é uma característica BR: Ser Zoeiro. Sendo BFL ou BFA, uma liga neste formato mostra que o esporte só tem a crescer e está trilhando um belo caminho no Brasil. Mais uma vez, fica aqui o desejo de vida longa à BFA!

O que vem por aí

Após o anúncio do novo nome, vem o que realmente interessa. Em uma transmissão ao vivo através do Youtube, no canal do Salão Oval, foram divulgados:

O período da competição irá de julho a dezembro, o segundo semestre do ano. Terá 31 equipes disputando em quatro conferências, três com 8 times, uma com 7. O campeão de cada conferência vai para o mata-mata. Mantém-se o rebaixamento para a Liga Nacional.

Confira o vídeo com a conversa e as explicações:

Ronaldo Barreto

Jornalista formado desde 2016, mas já trabalhava na área desde 2010, quando comecei em uma rádio comunitária em Guarulhos. Fui repórter (estagiário) na Federação Paulista de Futebol (FPF) e no site do jornal Diário de S. Paulo. Neste último, fui efetivado em 2016 e passei a ser o responsável por todo o conteúdo do portal do veículo em 2017, além das redes sociais. Com o intuito de fazer o futebol americano crescer ainda mais no Brasil, criei a página NFL à Brasileira, que se expandiu para este site de notícias sobre o esporte. Além da escrita, sou muito ligado à fotografia, principalmente de esportes.

%d blogueiros gostam disto: