Entenda o FA: Posições e funções do futebol americano

Por Ronaldo Barreto – Quando você assiste a algum jogo de FA pela primeira vez, é um pouco confuso. Além dos termos em inglês (que é o que o Enefélzão aqui tenta esclarecer para todos os brasileiros), as posições dos jogadores parecem não fazer sentido. Engano dos telespectadores de primeira viagem. Neste texto explicamos as posições e funções do futebol americano.

Cada posição tem funções muito específicas e são de extrema importância para a engrenagem do time funcionar. Neste terceiro texto do ‘Entenda o FA’, explicaremos isso para clarear um pouco a visão de quem não está familiarizado.

posicoes-fa
As posições em campo

Defesa, Ataque e Especialistas

Primeiro, vamos entender que há três ‘tipos’ de jogadores: Especialistas, atacantes e defensores. Cada um deles entra em campo em determinado momento do jogo, não ao mesmo tempo. Quando a equipe está com a posse de bola, o time de ataque joga, enquanto o adversário entra com os da defesa. Os especialistas só entram em ocasiões de chutão (punt) ou tentativa de gol (field goal).

Ataque

Lançador (Quarterback)

Começamos pela posição em que atua o principal jogador do time, o astro, o que recebe o salário mais alto na maioria dos clubes. Isso porque é uma das posições mais difíceis de qualquer esporte. Após receber a bola, ele é quem tem que decidir o que fazer (mesmo que a jogada esteja pré-determinada), se a passa para o corredor, lança para os recebedores ou arrisca correr, tudo isso enquanto é pressionado. É preciso se antecipar e conseguir ver como a defesa adversária está montada, em um curto tempo. Se vacilar, é derrubado. O lançador precisa, também, conhecer todas as jogadas planejadas pelo técnico, além de uma preparação física para lançamentos longos e uma boa mira para acertar a bola onde quer. Resumindo, é o cérebro do time de ataque.

Carson Palmer, lançador do Arizona Cardinals, da NFL/ Foto: Cardinals
Carson Palmer, lançador do Arizona Cardinals, da NFL/ Foto: Cardinals

Corredor (Running Back-RB, HB, FB)

Ficam ao lado ou atrás do lançador antes dele receber a bola. Quando acionado, tenta ganhar jardas terrestres, empurrando ou driblando os jogadores da defesa, depende da sua característica. Pode ser Halfback (mais ágeis do que fortes), Fullback (mais fortes do que ágeis e servem também para bloquear e abrir caminho para outros jogadores) ou Slotback (fica mais perto da linha ofensiva e pode receber ou bloquear).

Recebedor/Ala (Wide Receiver-WR)

Antes das jogadas, os recebedores combinam com o lançador como ele irá correr. Há diversas rotas predeterminadas, que precisam ser executadas com perfeição para o QB ver o seu recebedor e lançar a bola. Geralmente, é alto, mas os baixinhos com boa impulsão e alta velocidade também têm seu lugar. Tem que aguentar o tranco, porque, quando recebe a bola, ele é o principal alvo da defesa. Já fizemos um texto somente sobre as rotas dos recebedores no futebol americano. Você também poderá ver a expressão ‘slot receiver’, é o recebedor que não atua aberto, mas sim um pouco mais perto da linha ofensiva.

Tight-End (TE)

Dependendo da jogada, ele corre e faz alguma rota para receber a bola do lançador ou ajuda a linha ofensiva a bloquear o adversário ou a abrir espaços para o corredor. São altos e fortes, mas são menos ágeis do que os recebedores.

Linha ofensiva (OL)

São os 5 jogadores que ficam à frente do lançador, na ‘linha de scrimmage’ (ponto onde o ataque deve iniciar a jogada). É composta por Tackles (esquerdo e direito), Guards (esquerdo e direto) e um Center. Esses são os jogadores mais fortes e grandes do time. Protegem o lançador e fazem bloqueios para os corredores passarem. Raramente pegam na bola (eles não podem receber passes).

Central (Center, C)

É o que lidera a linha ofensiva e escolhe a melhor ação, além de receber instruções do quarterback. Ele que faz o ‘snap’, o passe, por entre as pernas e para trás, para o lançador que inicia a jogada.

Guardas (Guards, OG)

São dois e ficam ao lado do Center, um à direita e outro à esquerda. Tentam impedir que o Deffensive Tackle passe e ataque o QB. Abrem espaços para as corridas.

Tackles (LT e RT)

Ficam nas extremidades da linha ofensiva. Quando o lançador é destro (na maioria das vezes é), o Tackle do lado esquerdo é peça importantíssima do esquema, pois, ao se preparar para lançar, esse lado fica vulnerável (lado cego). Já viu o filme ‘Um Sonho Possível’, com a Sandra Bullock? O Big Mike (Michael Oher, que jogou na NFL por Baltimore Ravens – ganhou Super Bowl -, Tennessee Titans e Carolina Panthers – foi vice no Super Bowl 50) atua nesta posição.

Linhas se encarando: David DeCastro (66), Guard do Steelers, de frente para Ndamukong Suh, DT do Miami Dolphins / Foto: Pittsburgh Steelers
Linhas se encarando: David DeCastro (66), Guard do Steelers, de frente para Ndamukong Suh, DT do Miami Dolphins / Foto: Pittsburgh Steelers

Defesa

Linha defensiva (DL)

Se há uma linha ofensiva, o certo é haver um defensiva também. Estes são os que encaram e batem de frente com os OL: os Defensive Ends e Defensive Tackles.

 

Defensive Tackle (DT)

Na formação defensiva 4-3, são dois e ficam no meio da linha, de frente para o Center e os Guards. A principal função é tentar bloquear os corredores adversários pelo meio, mas também podem ir para cima do lançador adversário. Na formação 3-4, apenas um DT fica na linha, ele é chamado de Nose Tackle.

Defensive Ends (DE)

Jogam nas extremidades da linha defensiva. Seus principais rivais são os OTs, pois sua principal função é tentar derrubar o lançador (sack) e impedir uma corrida pela lateral.

Linebackers (LB: OLB, MLB)

Se compararmos com o futebol da bola redonda, esses seriam parecidos com os ‘volantes’. Jogam logo atrás da linha defensiva e têm diversas funções. O Middle Linebacker é o líder e comanda as ações deste setor, pode atacar o lançador adversário, impedir o avanço dos corredores e até tentar impedir passes. Os Outside Linebackers ficam mais ao lado, dependendo da formação utilizada, e podem ser LOLB (esquerda) ou ROLB (direita); ajudam no passa rush, para apressar o passe do QB adversário ou sacá-lo.

Secundária: (CB, S, SS, FS)

São os Defensive Backs, conhecidos como a secundária, que atuam na cobertura defensiva (os últimos homens). O lateral (Cornerback, CB) é o responsável por ‘seguir’ o recebedor adversário a qualquer lugar que ele for, geralmente são dois em campo. Precisa de atenção, de fôlego e de força para fazer tackles.

Há, também, os Safeties (S), que têm dois ‘tipos’: Strong Safety (SS) e Free Safety (FS). O primeiro é o mais forte e persegue os Tight-Ends. O segundo é o jogador que fica mais ao fundo do campo, mais longe de onde o pagode acontece. É mais ágil do que o Strong.

Especialistas

Chutador (Kicker, K)

Aqui é onde joga Cairo Santos, primeiro brasileiro na NFL. Entra em campo apenas para chutar ‘field goals’, pontos extras e dar o pontapé inicial do jogo.

Punter (P)

É o responsável por dar um chutão para o alto quando o time não alcança as jardas necessárias para a descida e precisa devolver a pelota.

Segurador (Holder, H)

Às vezes, o lançador reserva ou o punter fazem esta função. Ele recebe e posiciona a bola para o kicker chutar.

Long Snapper (LS)

Faz a mesma função do center, mas tem a habilidade para fazer um snap mais longo, em situações de punt, ponto extra ou field goals.

Retornador de Punt e Kick

Alguns times usam recebedores para esta função. Ele recebe a bola após um punt ou kickoff e tenta ganhar o máximo de jardas possíveis.

Upback

Protege o chutador em situações de punt. Pode, ainda, receber um passe em ocasiões de ‘fake punt’ (um time pode fingir que dará o chutão, mas passar a bola).

Gunner

É um especialista que entra em campo para tentar derrubar o retornador.

%d blogueiros gostam disto: